Diário de Backstage

February 12, 2019 Bruno Laborinho

As Defuntas Estrelas de Gabriel

Aproveitando um periodo de recolhimento, necessário e já em dívida, terminei um projeto que há muito aguardava na gaveta e termino a minha primeira publicação: As Defuntas Estrelas de Gabriel.

De edição simbólica, por enquanto, os poucos exemplares impressos foram produzidos com o propósito de avaliar a experiência e recepção da obra perante alguns leitores.
O livro está disponível para aquisição, bastando ir ao menu “Publicações”.

 

As palavras são fruto de loucura. Capazes de serem meros desvarios, no fundo sem qualquer sentido ou realidade. Efémeras e mutáveis. Descobri-as banais, ordinárias…

 

“As Defuntas Estrelas de Gabriel” apresenta uma edição de 80 páginas, contendo uma década de escrita poética e livre. Num design e paginação cuidadas, a coletânea de textos apresenta uma viagem por símbolos, sensações e imagéticas enquanto se pondera sobre a palavra e o sentimento humano, através dos olhos de um personagem de nome “Gabriel”. Nesse processo destrói-se constantemente métricas e regras, sendo comum a passagem súbita da poesia para prosa; da poesia cuidada para uma que é solta e irregular.

Ao longo do livro o leitor poderá encontrar, salpicados, textos livres e fotografias, que não estão enumerados no índice, prentendo com isso, que essas materiais sejam pequenas surpresas para se “tropeçar”…
Importante notar que concebi todos os aspectos deste livro, sem ter por detrás qualquer editora ou distribuidora.

Por um preço simbólico de 4 euros (mais custos de envio) é possível adquirir uma cópia e com isso também apoiar um autor independente.
Desde já obrigado!