A Estação
424
portfolio_page-template-default,single,single-portfolio_page,postid-424,bridge-core-3.0.1,qodef-qi--no-touch,qi-addons-for-elementor-1.5.4,,qode_grid_1300,qode-theme-ver-28.8,qode-theme-bridge,transparent_content,disabled_footer_top,disabled_footer_bottom,wpb-js-composer js-comp-ver-6.8.0,vc_responsive,elementor-default,elementor-kit-14

A Estação

 

A PARTIR DE OBRA POUCO CONHECIDA DE BERTOLT BRECHT

Uma estação ferroviária.
Formas. Sons…
O universo sonoplástico preenche o espaço das sombras; que acorda o silêncio; que lhe dá voz.
Na plataforma, um sujo e um limpo.
Um operário e um cientista.
Na conversa casual, incendeiam-se opiniões.
E aquela massa de gente acumula-se…
E sempre o cientista naquela estação.
E sempre o estranho ali sentado.
Da amizade desinteressada, relatos de vida e luta vão-se tornando mais críticos e mais audíveis. E o comboio não chega. Aliás, nenhum outro partirá tão cedo.
ESTAÇÃO é um espetáculo criado e adaptado a partir extratos de uma obra pouco conhecida, escrita durante a II Guerra Mundial. É sobre estes textos que encenador Bruno Laborinho faz surgir uma dramaturgia que desenha um paralelismo entre o ambiente político e sociocultural descrito por Brecht e o atual.

FICHA ARTÍSTICA & TÉCNICA
Dramaturgia & Encenação BRUNO LABORINHO
Interpretação TIAGO GUIMARÃES, BRUNO LABORINHO
Parceria e Apoio MUNICÍPIO DA PÓVOA DE LANHOSO,
THEATRO CLUB

 

Estreia 2022